Perfil


Enquanto o Brasil vivia o período do milagre econômico, os municípios de Lagoa Santa e Vespasiano eram marcados pelo desenvolvimento e pela expectativa de novos tempos com a fundação, em 10 de março de 1969, da Soeicom S/A - Sociedade de Empreendimentos Industriais, Comerciais e Mineração -, pelo empresário português António de Sommer Champalimaud.

Com um plano de negócios arrojado e com uma experiência sólida no ramo cimenteiro, a Empresa de Cimentos Liz, antiga Soeicom, inaugura, em 24 de junho de 1976, a sua unidade fabril.

Em seu primeiro ano de operação foram produzidas 516 mil toneladas de cimento, fazendo com que, em pouco tempo, ganhasse o mercado mineiro e expandisse o seu negócio para os estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

Em 2009, a Cimentos Liz inovou novamente e substituiu o seu filtro eletrostático por um filtro de mangas, o maior já instalado em uma indústria cimenteira brasileira.

Desde então, a empresa mantém a inovação em sua linha de produção e investe em equipamentos de alta qualidade.

Nossa marca

A história da marca dos cimentos Liz, inicia-se em Portugal, no ano de 1918, quando o empresário português Henrique Araújo de Sommer funda, na localidade de Maceira-Liz, em Portugal, a Empresa de Cimentos de Leiria.

Nessa época, ter tecnologia para a fabricação do cimento era fundamental, por isso, a empresa investiu no que havia de mais moderno ao instalar os fornos horizontais rotativos. Em 1923, as obras da fábrica da Empresa de Cimentos de Leiria foram concluídas e a produção entrou em pleno funcionamento.

O sucesso da empresa permitiu que o empresário António de Sommer Champalimaud expandisse, em 1942, a marca do cimentos Liz e instalasse fábricas e empreendimentos em Moçambique e Angola.

Outro marco na história da marca Liz foi a instalação do maior forno de cimento do mundo, na Companhia de Cimentos Tejo, em Alhanda, em Portugal. Além disso, foram instalados 19 fornos de cimento nas sete fábricas do grupo que eram responsáveis por produzir sete milhões de toneladas de cimento por ano.

O Brasil

A demanda do mercado brasileiro por cimento atraiu a atenção do presidente da Empresa de Cimentos de Leiria, António de Sommer Champalimaud, que decidiu, em 1969, instalar uma fábrica de cimento no país.

As localidades escolhidas foram as cidades de Lagoa Santa e Vespasiano, devido às características químicas do solo e posicionamento geográfico. A empresa foi fundada com o nome de Soeicom S/A - Sociedade de Empreendimentos Industriais, Comerciais e Mineração - , e passou a fabricar os cimentos Liz.